Publicado Dossiê “Lutas sociais e pensamento anarquista”

 groupmak_t.jpg

A edição de número 11 da Em Debate (RED) traz um Dossiê especial, abrindo um grande espaço para o pensamento do campo libertário, LUTAS SOCIAIS E PENSAMENTO ANARQUISTA, que se desdobrará também ao décimo segundo número da Revista. Trata-se de mais uma publicação voltada para a pluralidade teóricometodológica e política, dentro dos marcos da luta antissistêmica que nossa Revista vem privilegiando desde o seu surgimento. Isto significa maior rigor científico, não o contrário, como o senso comum neoconservador em ascensão vem preconizando. Outra característica editorial permanece, a abertura para trabalhos de graduandos, cuja seleção passa pelo mesmo corpo de avaliadores que os demais artigos. Privilegiamos a qualidade e a relevância das pesquisas, não simplesmente o peso dos títulos de seus autores. Mas, por que um Dossiê que procura expor a teoria e a análise teoricamente informada do Anarquismo aplicada a fenômenos históricos e sociais? Inicialmente, porque estamos falando dos co-fundadores do movimento socialista internacional, na Associação Internacional dos Trabalhadores, independente das posteriores divergências com o marxismo e sua ruptura. O pensamento anarquista também é pioneiro nas discussões sobre poder e formas de organização política, na crítica à burocracia, na denúncia das diversas manifestações de opressão social, etc. Os anarquistas também estão fortemente presentes nas lutas sociais concretas, seja na Guerra Civil espanhola, ou no início das organizações operárias no Brasil, para citar apenas dois exemplos. Com o desmantelamento do Bloco Soviético, ficou exposta a ossatura do capitalismo de Estado que para muitos ainda hoje é definido como “socialismo real”, “comunismo”, dando razão em vários pontos às clássicas críticas libertárias direcionadas ao jacobinismo bolchevique. Com isto, a História veio a conhecer mais profundamente a perseguição que os movimentos anarquistas sofreram pelo chamado “socialismo autoritário”. Porém, o anarquismo também vem absorvendo as ideologias “pósmodernas”, perdendo muito do seu potencial crítico para os movimentos do “estilo de vida” centrados no indivíduo, no “consumidor”, no “alternativismo”, etc. O anarquismo, assim como o marxismo, está desafiado a dar respostas para os novos (e velhos) problemas do capitalismo contemporâneo.

O presente Dossiê representa uma resposta neste sentido, demonstrando o vigor e a atualidade de pensadores-militantes anarquistas em sua capacidade explicativa dos fenômenos sociais, mas também de intervenção sobre a realidade sociopolítica. Tornado possível graças à parceria entre a RED e o Núcleo de Estudos do Poder da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (NEP/UFRRJ), o dossiê temático desdobrado se compõe em parte de comunicações apresentadas durante o “I Seminário Anarquismo: pensamento e práticas insurgentes”, ocorrido na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) entre os dias 30 de junho e 1 e 2 de julho de 2015, evento multiinstitucional organizado, além do próprio NEP/UFRRJ, pelo Observatório do Trabalho na América Latina (OTAL/UFRJ) e pelo Núcleo de Pesquisa e Extensão em Ensino de Sociologia (NUPES) do Departamento de Sociologia do Colégio Pedro II do Rio de Janeiro. 

Acesse aqui o Dossiê

RED 11 (2014): 1º semestre 2014

Sumário

Editorial Iraldo Matias 1-3

 

Dossiê

A classe por si: Teoria econômica e política em Proudhon e no proudhonismo 4-25

Andrey Cordeiro Ferreira

 

A anarquia social: resistência, insurgência e revolução social na teoria de Bakunin 26-46

Selmo Nascimento da Silva

 

Meritocracia na Educação e a luta dos trabalhadores contra a precarização 47-67

Valena Ribeiro Garcia Ramos

 

A revolta camponesa de Trombas e Formoso e a contribuição da teoria anarquista 68-89

Leon Martins Carriconde Azevedo

 

A convergência analítica dos herdeiros de Kautsky e Nozick: crítica às interpretações da direita e da esquerda estatista sobre o Levante de 2013 no Brasil 90-113

 

Wallace Santos Moraes

Traduções

 

Notas para uma crítica do maoísmo – Loren Goldner 114-131

José Carlos Mendonça

Artigos

O desmonte da universidade: o REUNI como política de Estado no PNE (2014-2024) 132-144

Alisson Slider do Nascimento de Paula

 

O cinismo e o capitalismo: ideologia e teoria radical em Slavoj Žižek 145-151

 

Rodrigo José Fernandes de Barros

 

A política nas mídias sociais e as tarefas da esquerda: a revolução se faz no presente 152-163

Edemilson Paraná,           João Telésforo

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s