Ecologia cultural da Energia

O presente projeto tem como objeto as relações energéticas na sociedade brasileira. Entendemos por relações energéticas as formas pelas quais as sociedades controlam, convertem e usam para diferentes finalidades as fontes de energia, incluindo nesse âmbito a política energética (política de Estado que visa coordenar e planejar a produção, distribuição e uso de energia) e fluxos energéticos. Entendemos por fluxos energéticos o processo de produção e circulação da energia no mundo material, compreendendo as formas de conversão de energia na natureza (conversão da energia solar, conversão da energia mecânica em energia elétrica e etc.) e na sociedade (conversão da energia em trabalho produtivo. O projeto tem dois objetivos: 1) analisar as contradições das relações energéticas brasileiras, visto que a política energética vigente tem um objetivo expansionista (expandir a produção/distribuição de energia e o desenvolvimento econômico, ao mesmo tempo operando num contexto internacional que dificulta esta expansão e num contexto nacional em que tal expansão implica numa transformação das relações campo-cidade, zona costeira/interior, indústria-agricultura e natureza/sociedade); 2) analisar formas de conflitos socioambientais que surgem no quadro dessas relações energéticas expansionistas e dos atuais fluxos energéticos que aprofundam a exploração/expropriação da natureza e de diferentes povos tradicionais do campo e da cidade.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s