Sobre o Núcleo

O Núcleo de Estudos do Poder  (NEP) se propõe a desenvolver uma abordagem crítica e multidimensional das diferentes formas de poder, entendendo a dialética dominação-resistência como constitutiva das relações e formações sociais. Dominação e resistência como conceitos são no domínio epistemológico e sociológico a expressão da perspectiva de que a luta e o conflito devem ser entendidos como os processos gerativos da história. É da dialética entre dominação e resistência que surgem e se transformam as formas de organização social e estruturas políticas. O NEP parte do pressuposto de que as ciências sociais possuem uma dimensão axiológica, na qual se orienta pela crítica das formas de dominação e uma dimensão e “praxiológica”, na qual concebe a articulação com diferentes formas de ação e políticas de associações e movimentos sociais. Por isso o NEP se propõe a destacar o protagonismo dos grupos e categorias subalternas nos processos históricos, refletindo isso numa estratégia crítica da escrita da história e analise sociológica.